Kohen

Cohen ou Kohen (em hebraico כהן , sacerdote, pl. כהנים kohanim) é o nome dado aos sacerdotes na Torá , cujo líder era o Cohen Gadol , sendo que todos deveriam ser descendentes de Aarão .

Hoje, dentro do judaísmo , Cohen é uma classe de pessoas que se crê que sejam descendentes da casta sacerdotal. Realizam alguns serviços especiais nas sinagogas , e devem obedecer certos preceitos para garantir que estejam aptos quando da reconstrução do Templo.






|


Origem

De acordo com a tradição judaica, o status de cohen foi primeiro conferido à Aarão , irmão de Moisés , e seus descendentes em perpetuidade ( Êxodo 28:1, 2–4). Durante os quarenta anos em que os israelitas até a construção do Templo , os cohanim serviram como sacerdotes no tabernáculo , oferecendo sacríficios e fazendo as bençãos sobre o povo, tendo os levitas como seus auxiliares.


Durante a época do Primeiro e do Segundo Templo ,
os cohanim adotaram regras de hierarquia e procedimentos para
realização de seu sacerdócio, como a divisão dos sacerdotes em vinte
quatro grupos de sete à nove sacerdotes para oficializar no Templo, que
trabalhavam uma semana duas vezes por ano.



Qualificações

O cohen assumia o sacerdócio aos vinte anos e se retirava do serviço
aos sessenta anos de idade. Como garantia de um serviço sacerdotal
perfeito, o cohen não poderia ter diversos defeitos físicos
especificados na Torá . Entre estes defeitos, de acordo com Levítico 21:17-23, o cohen não poderia:


  • ser cego;
  • ser manco;
  • ter membros compridos em demasia;
  • pé ou mão quebrada;
  • corcunda;
  • anão;
  • com doenças de pele;
  • com testículos lesados.


Obrigações

Os cohanim estão obrigados à cumprir diversos mandamentos de acordo com a Torá :


  • Os cohanim não podem manter contato com corpos de pessoas mortas,
    exceto em sete casos exclusivos: pai, mãe, esposa, filho, irmão e irmã
    (desde que não tenha se casado).
  • Os cohanim não poderiam rapar a cabeça nem os cantos das barbas, nem fazer lacerações em seus corpos.
  • Os cohanim homens não poderiam contrair matrimônio com prostitutas,
    mulheres desonradas ou divorciadas. O Cohen Gadol só poderia contrair
    matrimônio com uma virgem.


Visão científica

Os estudiosos partiram da hipótese de que se todos os cohanim da atualidade descendem de Aarão , devem ter marcadores genéticos ou alotipos
comuns. As pesquisa encontraram um marcador particular (YAP) detectado
em 98% dos cohanim. Sucessivamente a seleção dos marcadores do
cromossomo Y foi ampliada e foram encontrados seis marcadores
específicos em 97 dos 106 cohanim testados. Esse conjunto de marcadores
chama-se "Haplótipo Modal Cohen" (CMH) foi encontrada entre ashkenazim como sefaradim , e serve como meio de definição atualmente da linhagem sacerdotal. Entre não judeus , a seqüência praticamente inexiste.



Curiosidades
  • Os cohanim aparavam o cabelo uma vez em trinta dias e o Cohen Gadol uma vez por semana.